Registo  |  Pedidos  |  Login

  
  
 Imagens Broas de Mel da Madeira 200g (2 sacos)

  • Imagens Broas de Mel da Madeira 200g (2 sacos)
  • Imagens Broas de Mel da Madeira 200g (2 sacos)
  • Imagens Broas de Mel da Madeira 200g (2 sacos)
     
Pin It


Broas de Mel da Madeira 200g (2 sacos)

Preço: 10,50 €

O preço inclui taxas, o preço não inclui o custo da entrega.

As broas de mel são um ícone da doçaria madeirense, confecionadas a partir do mel de cana-de-açúcar, é uma das iguarias da gastronomia madeirense mais populares na época natalícia.
A cana-de açucar, bem como o mel dela extraído, têm uma marca secular na economia e vida dos madeirenses. A sua actual produção atesta as fortes raízes históricas e culturais nesta ilha.

Este mel produzido a partir da cana-de-açúcar é utilizado em diversas especialidades da doçaria madeirense, como as Broas de Mel da Madeira. Esta iguaria é consumida durante todo o ano mas é na época de Natal que se destacam acompanhando os tradicionais licores madeirenses.
Ingredientes: farinha, gordura vegetal, açúcar, mel-de-cana, ovos, canela, cravinho, noz-moscada, sal e fermento

Notas de Prova
A embalagem destas broas permite a otima conservação destes deliciosos bolinhos artesanais, estaladiços e muito saborosos, garantindo a manutenção de todas as suas características durante, pelo menos, 6 meses, na perfeição.
Um perfeito acompanhamento de chá, café, leite ou refrigerante e gelados, Uma forma simpática e elegante de presentear os amigos com sabores autênticos da Madeira.

História
A cana sacarina foi introduzida na ilha da Madeira por volta de 1425, as primeiras estacas foram importadas da Sicília por ordem do Infante D. Henrique de Portugal, ou seja, logo após o início da sua colonização da ilha da Madeira. A sua adaptabilidade, tornou esta cultura, bastante apetecida como vector de criação de uma riqueza importante, comparativamente com outras culturas meramente de sobrevivência (como o trigo e algumas hortícolas conhecidas na época).
Em 1846 a cultura da cana-de-açúcar desenvolveu-se bastante com a produção de rum que se generalizou em toda a ilha, tendo-se montado fábricas em quase todas as povoações. Este impulso ajudou a aumentar a produção de açúcar em 1856, mantendo-se este desenvolvimento até 1882, data do aparecimento do terrível flagelo que causou danos irreparáveis nos canaviais. No entanto, a substituição por variedades diferentes de canas deu lugar a uma intensificação do fabrico de açúcar e rum que viriam trazer um novo alento à cultura da cana até que, em 1918 uma medida preventiva contra o alcoolismo, levou à redução de fábricas, causando mais uma crise que contribuiu para a diminuição drástica, desta produção.
Actualmente a área ocupada pela cana-de-açúcar é de cerca de 135 ha, com menor área de cultivo - os agricultores começaram a ter outras apetências culturais, nomeadamente para a bananeira, hortícolas, fruteiras tropicais, subtropicais e vinha - mas maior índice de produtividade, com origem nos concelhos da Calheta, Machico e Ribeira Brava que são as zonas de maior importância canavieira regional.
Toda a produção de cana é inteiramente dedicada à fabricação de mel de cana e de rum agrícola (produzido exclusivamente por fermentação alcoólica e destilação do sumo de cana-de-açúcar “guarapa”), tradicionalmente designado por aguardente de cana, com aromas diferenciados e únicos, é reconhecido por diversos provadores especializados como produto de qualidade incontornável.

 


Detalhes produto


Categoria: Biscoitos

Peso produto: 0.60 kg.


Adicionar comentário:

  •  
  • Deve efetuar o login para publicar um comentário Login ou Criar conta