Registo  |  Pedidos  |  Login

  
  
 Imagens Açores VLQPRD  Lajido 0,5l

  • Imagens Açores VLQPRD  Lajido 0,5l
  • Imagens Açores VLQPRD  Lajido 0,5l
  • Imagens Açores VLQPRD  Lajido 0,5l
     
Pin It


Açores VLQPRD Lajido 0,5l

Preço: 22,50 €

Disponível

O preço inclui taxas, o preço não inclui o custo da entrega.

Na ilha Terceira, na região de Biscoitos, as castas Verdelho, Arinto e Terrantez são utilizadas para elaborar vinho generoso. As mesmas castas são plantadas no Pico onde se produz o generoso da ilha do Pico, considerado o melhor vinho produzido na região.
Na Graciosa produz-se uma combinação de vinho fortificado com vinho de mesa leve e estruturado a maioria de Verdelho ms tambem de outras castas recentemente introduzidas como Arinto, Terrantez, Fernão Pires e Malvasia Fina, passando por uma modernização de técnicas e da produção vinícola.

Protegidas pelos currais (pedras vulcanicas que circundam as vinhas), estas videiras dão origem a vinhos classificados como  V.L.Q.P.R.D. - Vinho Licoroso de Qualidade Produzido em Região Determinada, O "Lajido" é um destes vinhos, licoroso mas aqui também são produzidos bons vinhos de mesa, como o tinto Regional “Terras do Lava” e o vinho branco Regional dos Açores, “Frei Gigante” que são vinhos que se destacam.
A génese do “Lajido”, um vinho de excelência, quente, seco, redondo e evoluído num conjunto distinto, está na riqueza dos açúcares no mosto, resultante do calor envolvente, absorvido e devolvido às videiras, pelo basalto na época da maturação do cacho que em anos normais atinge os 14-15° de álcool.


Notas de Prova
Aspeto límpido, cor amarelo-dourada profunda, com muita lágrima. Aroma vinoso especial, complexo, a lembrar especiarias. Intenso e persistente, quente, seco, untuoso, redondo e evoluído.
Teor alcoólico 16,5%
Apreciar ligeiramente fresco, 8-10° C, como aperitivo ou acompanhando sobremesas pouco doces.

Prémios
Medalha de Bronze Wine Masters Challenge WMC 2007 e 2008
Medalha de Ouro, Concurso de Vinhos Regionais dos Açores 2008

Lajido, D.O.P., vinho Licoroso Seco, do Pico, 0,50l

História
O arquipélago dos Açores é constituido por 9 ilhas e está situado no Atlântico Norte a 1600km a Oeste de Portugal. É na adversidade do clima, geografia e aspereza do terreno basáltico que os vinhos dos Açores ganham condições excecionais de maturação, evidenciando grande qualidade e singularidades reconhecida. Existe uma longa tradição desta atividade em algumas ilhas, com técnicas especificas apuradas ao longo do tempo como a construção de uma labiríntica teia de “currais” negros (muros de pedras vulcânicas que protegem as vinhas, dos ventos e do ar salgado) resultando numa paisagem quase surrealista classificada pela UNESCO de Património da Humanidade, em 2004.
Os currais, são uma técnica antiga, para garantir a proteção das culturas das vastas milhas de mar que rodeiam estas ilhas, dados os efeitos dos fortes ventos atlânticos e da maresia que são assim minorados.
Três ilhas já tiveram a classificação de Vinhos Licorosos de Qualidade Produzidos em Região Determinada sob a regulamentação da UE para vinhos: Pico, Biscoitos e Graciosa.
O vinho fortificado envelhecido em pipas de madeira é produzido em duas ilhas, no Pico e na Terceira, nomeadamente em Biscoitos.
No séc. XVIII o vinho dos Açores, principalmente o vinho do Pico, foi  largamente exportado para o Norte da Europa, Brasil, Estados Unidos e até mesmo para a Rússia onde foram encontradas garrafas do vinho "Verdelho do Pico" armazenadas nas caves de antigos czares.
Se o vinho do Pico foi o dos Czares, o dos Biscoitos, no séc. XVI foi o vinho das Caravelas da rota das Índias e das Especiarias.
Tradicionalmente o vinho dos Açores é feito com Verdelho, Arinto uma casta versátil muito usada em lote e a casta Terrantez um tipo de uva branca portuguesa que encorpora e confere doçura ao vinho.
Os vinhos licorosos da Terceira e do Pico são muitas vezes utilizados como "vinhos de honra" em eventos oficiais portugueses.
Vinhas  "currais" dos Açores:
 
 
 


Detalhes produto


Categoria: Açores

Peso produto: 1.20 kg.


Comentários


  • Deli Portugal / há mais de um ano MostrarEsconder

    "É graças a muitos heróis anónimos que algumas ilhas açorianas ainda vão mantendo as suas deslumbrantes paisagens vitícolas, que são verdadeiros monumentos culturais feitos de génio humano e de insubmissão à força dos elementos" veja mais em Fugas, Público http://bit.ly/1cOZ9wC


Produtos similares


Na ilha Terceira, na região de Biscoitos, as castas Verdelho, Arinto e Terrantez são utilizadas para elaborar vinho generoso. As mesmas castas são plantadas no Pico onde se produz...
19,80 €
Na ilha Terceira, na região de Biscoitos, as castas Verdelho, Arinto e Terrantez são utilizadas para elaborar vinho generoso. As mesmas castas são plantadas no Pico onde se produz...
19,80 €